RSS

Este é um espaço para falarmos de culinária, gastronomia, receitas e temperos! Não deixe de dar a sua contribuição!

Série Temperos: Orégano


Continuando a nossa série sobre os temperos, agora vamos a outro clássico da culinária brasileira (e de muitos outros lugares): o orégano. Confesso que foi difícil fazer esse post hoje, já que eu estava com fome e na minha pesquisa vi várias fotos de pizzas e molhos suculentos, cheios de orégano, que eu adoro! Aiai, acho que teremos pizza hoje! ;-)

ORÉGANO


Nome Científico: Origanum vulgare L.
Nome Popular: Orégano, oregão, mangerona-selvagem, mangerona-silvestre
Família: Lamiaceae
Divisão: Angiospermae
Origem: Nativa de regiões montanhosas do sul da Europa (Lorrenzi e Matos, 2002) e da Ásia ocidental vegeta espontaneamente em diversas regiões da Europa, inclusive na Grã-Bretanha.
Ciclo de Vida: Perene

HISTÓRIA

A palavra “oregano” tem origem grega, e quer dizer “alegria da montanha”. Para os gregos esta erva possuía a magia de trazer felicidade. Nos casamentos da Grécia antiga, os noivos se coroavam com orégano e plantavam nos cemitérios para assegurar uma vida feliz no outro mundo.




Denominado de origanon (erva amarga) por Hipócrates na Grécia Antiga, o orégano é originário do Mediterrâneo, Norte da África e Oriente Médio. Participando da receita da pizza ficou conhecido no mundo todo. Na Idade Média era usado para curar infecções e dores de ouvido e os medievais utilizavam nas magias. Somente o uso da erva na pizza a tornou popular como tempero, sendo cultivado hoje na Europa, Ásia e Américas.
Apicius, o famoso cozinheiro romano, considerava o orégano essencial no preparo de molhos. Os romanos difundiram o uso do orégano através de seu império. 

APRESENTAÇÃO

O orégano, conhecido cientificamente como Origanum vulgare L., pertence à família Lamiaceae (Labiatae) da qual também faz parte, manjericão (Ocimum basilicul L.), alfavaca (Ocimum gratissimum L.), hortelã (Mentha arvensis L.), alfazema (Lavandula angustifolia Mill.), alecrim (Rosmarinus officinalis L.), sálvia (Salvia officinalis L.). 
Erva perene que pode variar entre 25 a 80cm de altura. É herbácea, com raízes em forma de caules subterrâneos. Bastante ramificada, com folhas pequenas, ovais e pecioladas. Suas flores são pequenas, podendo variar do púrpura ao branco. O óleo essencial desta planta possui cervacol, cimeno, linanol e tonino (substâncias que garantem as propriedades digestivas). 


3 GRS / 9.15 CALORIAS
NUTRIENTES
QUANT.
DDR (%)
DENSIDADE DO NUTRIENTE
CLASS.
VITAMINA K
18.65 mcg
23.3
45.8
excelente
MANGANÉSIO
0.16 mg
8.0
15.7
muito bom
FERRO
1.32 mg
7.3
14.4
muito bom
FIBRAS
1.28 g
5.1
10.1
muito bom
ÁCIDOS GORDOS (OMEGA 3)
0.12 g
5.0
9.8
muito bom
CÁLCIO
47.28 mg
4.7
9.3
bom
VITAMINA A
207.08 IU
4.1
8.1
bom
VITAMINA C
1.52 mg
2.5
5.0
bom


UTILIZAÇÃO NA CULINÁRIA

É um ingrediente imprescindível da culinária italiana, onde é utilizado em molhos de tomate, vegetais refogados, carne e é claro na pizza. Junto com o manjericão dá o caráter da culinária italiana.




Em Portugal os orégãos são indispensáveis na confeção de caracóis, e é usado também em caldeiradas e em saladas de tomate e queijo fresco ou requeijão.




Aparece também, ainda que em menor medida, nas cozinhas espanhola, francesa, mexicana e grega.
Como outras ervas aromáticas, o orégano perde seu sabor se cozido, portanto deve ser adicionado aos pratos sempre no final.


UTILIZAÇÃO MEDICINAL

A partir de estudos recentes, o orégano foi classificado como a planta de mais alta atividade antioxidante, até mais que a vitamina E. O óleo é usado na composição de aromatizantes de alimentos e perfumes além de possuir efeito inibitório sobre diversas bactérias alimentícias e fungos.




- O carvacol, substância contida em suas folhas, ativa as defesas do corpo, além de matar germes na comida
- combate a tosse, bronquite e cólicas intestinais, quando usada como infusão

CULTIVO


É realmente muito fácil cultivar o orégano em casa, mas para que ele se desenvolva e tenha maior longevidade, o ideal é plantá-lo em um vaso de tamanho médio/grande ou ainda em um canteiro ou jardineira. A planta forma moitas rasteiras com flores pequenas na cor púrpura, branca ou rosa e seu plantio deve ser feito em solo leve e rico, que receba luz do sol direta e que seja protegido pelo vento. Necessita de sol e solo bem rico em material orgânico. Adicionar composto orgânico e húmus de minhoca à terra do canteiro.

FONTES:

http://www.alimentacaosaudavel.org/oregaos.html
http://www.sensibilidadeesabor.com.br/oregano.html
http://www.iac.sp.gov.br/Tecnologias/oregano/oregano.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Or%C3%A9gano
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/oregano/oregano.php
http://www.jardineiro.net/br/banco/origanum_vulgare.php

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comentários:

Andréa Potsch disse...

Também adoro orégano Vivian e se não me policiar coloco em tudo... hihih
bjs

Cristina Luiz disse...

Pizza sem orégano não tem graça, é muito bom.

Pati Beatriz disse...

Adoro ervas, acentuam o sabor dos pratos! Adorei seu blog e já estou te seguindo. Me visite tb!

Beijinhos
confrariadoschefs.blogspot.com

Cozinha Perfumada disse...

Vivi adorei saber mais sobre o orégano! Não sabia disso tudo e adoro colocar em quase tudo, acho que combina tanto...rrsrs ;) E ai já fez muitas delicias com aquele livrinho?? Beijos! Tereza

Postar um comentário